segunda-feira, 29 de julho de 2013

JMJ


Lembro-me de como alguns amigos e eu saímos da JMJ de Madri, em 2011. Tudo o que queríamos era ser voluntários na Jornada de 2013, no Rio. Pra estar perto do papa? Talvez... Mas, principalmente, porque aquela JMJ mexeu conosco. De minha parte, posso dizer que nunca me senti tão membro da Igreja de Cristo como naqueles dias inesquecíveis. Tantas línguas, tantas culturas, mas uma só fé! Um rebanho tão grande, mas um só Pastor, representado naquela ocasião pelo Papa Bento XVI.
Pois o tempo passou, e finalmente ela chegou. E, lá estávamos, eu esses amigos (estive com alguns, vários outros vi passando ao longe), vestidos de amarelo, voluntários da JMJ Rio 2013!
Doei meu tempo, perdi horas de sono, fiz centenas de ligações, mandei outras centenas de e-mails, recebi alguns "foras", dei algumas "broncas", fiz muitos amigos, rezei, cantei, fiquei horas em pé, caminhei quilômetros, dormi no sereno... E, depois de tudo, ficou no coração uma grande alegria e a sensação de que poderia ter me doado um pouco mais...
E, mais uma vez, ao ver tamanha multidão reunida para ouvir as palavras de um senhor argentino... tive orgulho de pertencer a essa Igreja! Rezo para que, no meu coração e no de cada jovem ali presente, esses momentos não fiquem na memória como simples emoção. Não! Que as palavras que ouvimos fiquem gravadas em nós, e se tornem conversão, atitude, santidade, obras! Que façamos da nossa vida uma jornada rumo a Cristo.
Louvado seja Deus por essa JMJ. Muito obrigada, peregrinos e voluntários, por participarem dela comigo. Muito obrigada, Papa Francisco.
Ocorreu um erro neste gadget