sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Preciosas promessas


"Cristo, por seu divino poder, nos deu tudo o que contribui para a vida e para a piedade, mediante o conhecimento daquele que, pela sua própria glória e virtude, nos chamou. Por meio de tudo isso nos foram dadas as preciosas promessas, as maiores que há..." (2Pd 1, 3-4)
Esta semana, ao ler este trecho, comecei a refletir sobre a forma como Deus a todo o tempo nos presenteia com preciosas promessas. Como Ele nos cumula de esperança e de consolação através de sua Palavra e das manifestações de sua providência! Embora seja Senhor de todas as coisas e não precise provar sua fidelidade, Ele sempre renova conosco sua aliança de amor, prometendo não nos abandonar: "Então tua luz surgirá como a aurora, e tuas feridas não tardarão a cicatrizar-se; tua justiça caminhará diante de ti, e a glória do Senhor seguirá na tua retaguarda. Então às tuas invocações, o Senhor responderá, e a teus gritos dirá: Eis-me aqui!" (Is 58, 8-9)
Mas centro minha atenção sobretudo nas promessas eternas, aquelas que Deus nos faz para a vida verdadeira no Céu: "Não haverá mais noite: não se precisará mais da luz da lâmpada, nem da luz do sol, porque o Senhor Deus vai brilhar sobre eles e eles reinarão por toda a eternidade." (Ap 22, 5) Dessa promessa também somos todos participantes, como filhos e herdeiros de Deus. Mas só as possuiremos, como o tesouro que são, se caminharmos na via que o Senhor nos indica: os seus mandamentos. A posse de suas promessas implica compromisso com seu amor.
Como Maria, felizes somos se acreditamos nas promessas do Senhor e perseveramos para alcançá-las. Jesus, eu confio! Dai-me o auxílio da tua graça!
Ocorreu um erro neste gadget