sábado, 1 de dezembro de 2012

E nós, fazemos o quê?

Frequentemente recebo notícias de protestos violentos causados pelo uso desrespeitoso de figuras da religião islâmica. Sei que são motivados não só pelo respeito que os muçulmanos têm à sua fé, mas também por questões conflituosas com a cultura ocidental e outras coisas mais; além disso, não sou de modo algum favorável à violência para defender a fé. No entanto, quero contrastar o profundo rancor que as caricaturas do profeta Maomé provocam, por exemplo, com a indiferença do mundo ocidental (supostamente cristão) diante do uso das figuras de nossa fé.

Atualmente, certa marca de roupas masculinas tem elaborado paródias de diversos personagens para estampar apologias ao crime e à violência. Livremente! Indiscriminadamente! E o pior: entre os parodiados pelas estampas estão Jesus e Maria Santíssima, como mostram as figuras aqui postadas. E nós, fazemos o quê? E nós, o que podemos fazer?

As camisetas assim "decoradas" têm feito muito sucesso. Quase todos os dias vejo alguém na rua com uma dessas. Será que não nos sentimos ofendidos? São Jesus e Maria que estão sendo desrespeitados em suas representações. Alguém poderia argumentar: mas as imagens não são Jesus e Maria. Porém, algum de nós gostaria de ter sua foto assim parodiada? Ou um desenho caricatural ofensivo de si?
Mais uma vez explico: não estou convocando nem sugerindo o uso da violência contra essa situação. Mas pergunto: em que isso nos afeta? E o que podemos fazer?
Ocorreu um erro neste gadget