sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Sejas Tu o meu sabor

Essa frase, trecho de uma música, me fez pensar: qual tem sido o meu sabor? Minhas atitudes em relação às pessoas trazem alegria como o alimento bem temperado, ou se parecem mais com um fruto amargo? É evidente que o que Deus espera de nós é que sejamos "bem temperados". Mas como?
Ora, não é que a resposta está nessa frase tão simp
les! É o próprio Deus que nos dá o sabor de alegria, de amor, de santidade. Na mesmo proporção em que nos aproximamos d'Ele, fonte de todo bem, seremos também nós mais plenos das virtudes e das graças que dão o melhor sabor à nossa vida.
Ao declarar que nós somos o sal da terra, Jesus acrescentou: "Se o sal perde o sabor, com que lhe será restituído o sabor? Para nada mais serve senão para ser lançado fora e calcado pelos homens." (Mt 5,13) Assim, quem perde Deus, perde tudo, e fica portanto sem todo o seu "sabor". Será amargo... ou insosso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget