terça-feira, 4 de maio de 2010

"(...) Que quer dizer 'cativar'?

- É uma coisa muito esquecida, disse a raposa. Significa 'criar laços'. (...) A gente só conhece bem as coisas que cativou, disse a raposa. Os homens não tem mais tempo de conhecer coisa alguma. Compram tudo prontinho nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens não tem mais amigos." (O Pequeno Príncipe)

Cativar, criar laços, ter amigos: eis coisas tão esquecidas e tão importantes! Talvez por ser um exercício que, além de tempo, exige aprendizado, amadurecimento. Primeiramente, aprender a amar, para então receber amor; preocupar-se com o outro, lembrar-se. Então, deixar-se conhecer, e buscar conhecer o outro.


Será preciso também dar espaço: não ser egoísta, e compreender que tempo e certa distância podem ser salutares.


Aos poucos, percebemos que amigos são diferentes; possuem características e opiniões que não são as nossas. Mas crescemos com tais diferenças (mesmo que às vezes se brigue um pouco). Aprendemos a superar nossas próprias limitações e ajudamos o outro a vencer as suas.


A amizade ganha sentido mais pleno quando conduz a Deus, e isso só é possível quando ela tem no mandamento de Jesus seu princípio: "Como eu vos tenho amado, assim também vós deveis amar-vos uns aos outros." (Jo 13,34) Imitar o amor do Senhor por nós... como é difícil! Mas é esse, creio, o modo mais perfeito de cativar: olhar com os olhos de Jesus, e perceber a riqueza que existe no outro; doar-se, sem esperar resposta. Dessa forma seremos verdadeiros amigos.

Um comentário:

  1. Para uma mãe é muito gratificante ver a amizade e o amor que vc e seu irmão tem um pelo outro.
    Vcs são o meu tesouro, o meu tudo.
    Agradeço a Deus todos os dias por te me dado duas raridades.
    bjsssssssssssss
    te amooooooooooooooooooooossssssssssssssss

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget